Assassinatos

‘É um profissional que atirou’, diz delegado sobre morte de jovem e grávida em BMW

Crime aconteceu na madrugada de domingo (8), no Uberada, em Curitiba

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da RICtv
‘É um profissional que atirou’, diz delegado sobre morte de jovem e grávida em BMW
Casal de jovens é morto a tiros dentro de carro em Curitiba (Foto: Reprodução/RICtv)

9 de maio de 2022 - 17:01 - Atualizado em 9 de maio de 2022 - 17:01

A Polícia Civil está investigando a execução de um jovem de 23 anos e de uma grávida de 21 anos dentro de uma BMW, no bairro Uberaba, em Curitiba, na madrugada de domingo (8). Foram disparados cerca de 30 tiros de pistola e de fuzil, sendo que 26 atingiram o para-brisa do veículo.

De acordo com o delegado Tito Barrichello, titular da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Curitiba, a suspeita é de que o crime tenha relação com o tráfico de drogas.

“É um profissional que atirou. As vítimas não tiveram qualquer chance de defesa”,

afirmou o delegado.

Ele disse acreditar que a jovem, que estava grávida de três meses, sabia do envolvimento do rapaz com o tráfico de drogas e homicídios, crimes pelos quais era investigado. “Ela assumiu o risco. Mas ela sem dúvidas morreu de graça”, apontou Barrichello.

Segundo a polícia, o casal havia saído de Santa Catarina e ido para Curitiba para que a jovem passasse o Dia das Mães com a família. O rapaz estava usando uma tornozeleira eletrônica com papel alumínio para desbaratinar a localização.

O delegado afirmou que o rapaz estava jurado de morte em Curitiba e que o crime pode ter envolvimento com facções criminosas. O jovem estava armado, mas o armamento foi levado pelos atiradores.

Ainda de acordo com a polícia, o carro estava em nome de terceiro, mas a informação inicial é de que era do rapaz executado e que estava pago. Familiares da grávida foram ouvidos pela polícia nesta segunda-feira (9).

O jovem também já havia sido vítima de uma tentativa de homicídio.