Segurança

Acusado de matar agente penitenciário de Londrina vai a júri popular; acompanhe ao vivo

Gesiel Araújo foi morto a tiros, em abril de 2016, na Avenida das Américas

Bruna
Bruna Melo / Repórter
Acusado de matar agente penitenciário de Londrina vai a júri popular; acompanhe ao vivo
Gesiel, na esquerda, foi morto a tiros enquanto estava no próprio carro. Foto: Reprodução/Arquivo RIC Record TV Londrina

16 de setembro de 2021 - 09:27 - Atualizado em 16 de setembro de 2021 - 09:27

Em Londrina, norte do Paraná, começa às 9h desta quinta-feira (16) o júri popular sobre o assassinato do agente penitenciário Gesiel Araújo Palma. O réu é Eduardo Sena Gonçalves, que está preso em Piraquara desde 2016. Entre os 10 envolvidos, ele é o principal suspeito do crime.

Gesiel tinha 34 anos quando foi morto a tiros, em abril de 2016, dentro do próprio carro, na Avenida das Américas, em Londrina. Ele foi atingido por pelo menos quatro disparos no tórax enquanto voltava para casa depois do plantão na Penitenciária Estadual de Londrina II (PEL 2). O agente havia passado para pegar o carro em um lava-rápido. O socorro médico do Siate chegou a ir até o local, mas Gesiel não resistiu aos ferimentos.

Serão ouvidas 10 testemunhas e será feito o interrogatório de Eduardo. Também é investigado se o assassinato foi encomendado por uma facção criminosa que tinha o objetivo a execução de agentes penitenciários. Quatro outros envolvidos devem ser julgados nos próximos meses. Mário Barbosa é o advogado que representa a família de Geisel e o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen).

Acompanhe ao vivo o júri: