Acidentes

Terceiro veículo pode estar envolvido em acidente que matou 7 pessoas em Pato Bragado

Motorista ainda disse no interrogatório que parou 300 metros adiante, mas não visualizou nenhum acidente na pista, por isto seguiu viagem

Giselle
Giselle Ulbrich com informações da RICtv Oeste
Terceiro veículo pode estar envolvido em acidente que matou 7 pessoas em Pato Bragado
(Foto: Marcio Cerny/Marechal News)

2 de maio de 2022 - 19:50 - Atualizado em 2 de maio de 2022 - 19:51

O motorista de caminhão envolvido no acidente que matou sete pessoas em Pato Bragado, no oeste do Paraná, na madrugada desta segunda-feira (02), foi preso e prestou depoimento à polícia. Ele disse que causou o acidente porque desviou de outro caminhão, que entrou na sua frente na contramão. A Polícia Civil vai agora investigar a informação e buscar por este outro veículo supostamente envolvido.

Conforme o delegado Rodrigo Batista disse ao repórter Raul Stanázio, da RICtv, a informação pode proceder, visto que o caminhão do motorista preso tem uma marca na carroceria, que não coincide com a altura do micro-ônibus onde estavam as vítimas. É de outro veículo mais alto, possivelmente outro caminhão.

O motorista ainda disse em depoimento que não percebeu que causou um acidente. Ele afirmou no interrogatório que seguia sentido Santa Helena, quando por volta das 4h30 outro caminhão entrou na sua frente, na contramão. Por isto ele desviou, jogando o caminhão dele também na contramão. Ele notou que chegou a esbarrar no caminhão oposto.

Não viu acidente

Ao delegado, o caminhoneiro ainda afirmou que não percebeu que causou o acidente com o micro-ônibus. Ele parou cerca de 300 metros adiante, olhou e não visualizou nada diferente na pista. Viu ainda que a sua lona estava cortada e que perdeu parte da carga de milho. Mas seguiu viagem assim mesmo. Disse ainda que olhou sites na internet, mas não viu nenhuma notícia de acidente.

Horas depois ele foi localizado e preso pela Polícia Militar na cidade de Mercedes, também no oeste do Paraná. O delegado o autuou em flagrante por homicídio culposo, lesão corporal na direção de veículo automotor, além de fuga do local do acidente. Estes crimes não tem fiança e por isto o motorista ficou preso.

O motorista também fez teste de bafômetro, que deu negativo para consumo de álcool.