Acidentes

Minutos após mandar foto para esposa, engenheiro morre atropelado em Araucária

Ricardo Wiedmer era ciclista e estava pedalando próximo a represa do Passaúna quando foi atingido por uma pessoa não habilitada

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Minutos após mandar foto para esposa, engenheiro morre atropelado em Araucária
Ricardo era praticante de ciclismo (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

6 de agosto de 2022 - 15:54 - Atualizado em 6 de agosto de 2022 - 15:54

Um ciclista, identificado como Ricardo Santos Wiedmer, morreu após ser atropelado na manhã deste sábado (6), próximo a represa do Passaúna, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. A vítima foi atropelada por um veículo desgovernado, que era conduzido por uma pessoa não habilitada. Minutos antes de ser atingido, Ricardo enviou uma foto para a esposa.

“Meu amor! Hoje você saiu para fazer o que mais gostava e não vai voltar para casa. O Ricardo Wiedmer foi atropelado e não resistiu”,

escreveu a esposa nas redes sociais.
ciclista-morre-araucaria (1)
Publicação compartilhada pela esposa de Ricardo nas redes sociais (Foto; Reprodução/ Facebook)

Ciclista morre atropelado em Araucária

De acordo com a Polícia Militar do Paraná (PMPR), o acidente aconteceu por volta das 10h10, na rua Francisco Knopik, na Vila Angélica. O ciclista realizava um treino na estrada sem pavimentação asfáltica, quando foi atropelado por um Renault Scénic. Com o impacto, o veículo parou em uma área de vegetação, no canteiro da via, e o ciclista ficou prensado embaixo do automóvel.

ciclista-atropelado-araucaria
Acidente aconteceu às margens da represa (Foto: Reprodução/ GM de Araucária)

A Guarda Municipal (GM) de Araucária, que fazia patrulhamento na região, foi a primeira a chegar no local. O Corpo de Bombeiros foi acionado, porém, quando os socorristas chegaram, Ricardo já estava em óbito.

O engenheiro era natural da Lapa, mas morava no bairro Água Verde, em Curitiba. A vítima deixa esposa e filho.

Segundo a GM, a pessoa que estava conduzindo o veículo Renault não é habilitada e foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil.