Quem criticar juros a 6,5% que peça para voltar ao que era antes, diz Temer