11/10/2017 - 17h22

Porchat recebe os atores que interpretaram Zequinha, Pedro e Nino no programa infantil “Castelo Rá-Tim-Bum”

Programa do Porchat é exibido de segunda a quinta-feira na Record TV, à 0h15

Na data em que é celebrado o Dia das Crianças, 12/10, o Programa do Porchat recebe os atores Luciano Amaral, Fredy Állan e Cássio Scapin, que interpretaram no programa infantil “Castelo Rá-Tim-Bum” os personagens Zequinha, Pedro e Nino, respectivamente. Diretamente de Buenos Aires, onde mora, Cinthya Rachel, que deu vida a Biba, também participa da conversa.

 

Os quatro relembram o sucesso da atração, que foi produzida nos anos 1990, e comentam a popularidade que ganharam devido a esse trabalho. “Havia a curiosidade de saber quem era o ator que fazia o Pedro. E as pessoas colocavam muita responsabilidade na gente, parecia que a gente não podia errar, que tinha que ter um comportamento exemplar”, afirma Amaral, protagonista também de “Mundo da Lua”, outro sucesso infanto-juvenil. “As pessoas, até hoje, sorriem para mim quando descobrem que eu sou o Zequinha”, diz Fredy.

 

Embora trabalhassem cerca de oito horas, de segunda a sábado, Cinthya comenta que o clima das gravações era ótimo e que os atores adultos tinham muita paciência com ela, Luciano e Fredy, os mais jovens do elenco.

 

Cassio Scapin também fala sobre o desafio de interpretar pela primeira vez um papel de vilão, o Beroso da novela O Rico e Lázaro. Na pele do ambicioso e corrupto personagem, o ator também passou pela experiência de fazer uma novela de época, com figurinos e maquiagem bem específicos. Ele assume que teve medo de ficar marcado em sua carreira apenas por um personagem de sucesso, como o caso do Nino, de “Castelo Rá-Tim-Bum” e garante que teve coragem de sair da zona de conforto. Sobre o Nino, ele só guarda boas lembranças: “Foi divertido fazer... Exercitar um outro modo de fazer televisão”.

 

Programa do Porchat é exibido de segunda a quinta-feira na Record TV, à 0h15, com direção de Pedro Ianhez e produção da Eyeworks. 

 

Classificação: Programa não recomendado para menores de 12 anos.