Coronavírus

Vacinação nas capitais: veja como está a aplicação de doses anticovid pelo Brasil

Enquanto São Luiz no Maranhão vacina jovens de 24 anos hoje (16), a capital mineira segue sem mudanças vacinando grupo geral de 56 anos

Pablo
Pablo Mendes com informações de sites oficiais, com supervisão de Guilherme Becker
Vacinação nas capitais: veja como está a aplicação de doses anticovid pelo Brasil
(REUTERS/Ricardo Moraes)

16 de junho de 2021 - 15:42 - Atualizado em 16 de junho de 2021 - 15:42

Em análise das 14 capitais brasileiras com mais de 1 milhão de habitantes, o RIC Mais listou o avanço da corrida pela vacinação contra a covid-19. Em situações diferentes e com lotes desproporcionais, algumas cidades estão na frente com relação a aplicação no público geral. Os dados obtidos foram coletados com as prefeituras dos municípios.

Avanço da vacinação nas capitais

No início desta semana, na segunda-feira (14), São Luís (MA) vacinou o público geral com a menor faixa etária entre as 14 capitais. A prefeitura da cidade aplicou o imunizante em pessoas com 28 anos ou mais. Vale ressaltar que o Ministério da Saúde enviou lotes extras para o Maranhão devido a cepa indiana, chamada de Delta pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por outro lado, a capital mais populosa do país, São Paulo (SP), na segunda-feira (14), vacinou pessoas com 58 anos. Belém (PA) estava na faixa-etária dos 56 anos, Curitiba (PR) e Fortaleza (CE) na casa dos 55 anos.

Na terça-feira (15), entre as 14 cidades, a capital maranhense se manteve com o ritmo de vacinação mais acelerado e imunizou pessoas com 26 anos. São Paulo se manteve nos 58 anos, seguida de Belo Horizonte (MG) que atendeu o público de 56 anos. Curitiba e Belém ampliaram para 54 anos, seguida de Porto Alegre (RS) que chegou no grupo dos 53 anos. No Rio de Janeiro (RJ) e em Goiânia (GO) a vacinação foi para pessoas com 52 anos.

Em Salvador (BA) a aplicação de doses para o público geral foi paralisada. Já Brasília (DF) imunizou pessoas de 50 anos, e Manaus (AM) se manteve na faixa-etária dos 40 anos. 

Vacinação hoje (16)

Nesta quarta-feira (16), o cenário continua sem muitas mudanças na corrida da imunização. Algumas capitais ampliaram a idade do grupo geral, como São Paulo, que vacina hoje o público de 56 anos ou mais, Curitiba, que está na casa dos 53 anos, e Porto Alegre, Maceió e Goiânia, que estão todos vacinando pessoas com 52 anos. Belém vacina hoje o público de 51 anos.

O Rio de Janeiro fez, nesta quarta-feira, uma pausa para aplicar a dose do imunizante em educadores do ensino superior, mas amanhã (17) deve retomar a imunização de faixa-etária para 51 anos. Na sexta-feira, o público de 50 anos deve ser vacinado na capital do RJ, mesma faixa etária de Salvador.

Belo Horizonte se mantém sem avanços, já que a capital mineira não ampliou a idade para o grupo geral nesta quarta-feira. A prefeitura repassou que o município aguarda repasse de imunizantes do Estado para aumentar o acesso a outros públicos.

São Luís e Manaus continuam com a imunização mais rápida dentre todas essas capitais. A cidade maranhense começa hoje a imunização de jovens com 24 anos e Manaus do público de 40 anos. Fortaleza e Recife ainda não haviam atualizado nesta quarta-feira (16) a situação da imunização dos municípios até o fechamento dessa matéria.

Calendário de vacinação dessa quarta-feira

Confira a lista de imunização por idade nas 14 maiores capitais do país segundo as prefeituras dos municípios:

São luís – MA24 anos +
Manaus – AM 40 anos
Brasília – DF50 anos
Salvador – BA50 anos
Rio de Janeiro -RJsem vacinação para o
público geral hoje (16)
Belém – PA51 anos
Goiânia – GO52 anos
Maceió – AL52 anos
Porto Alegre – RS52 anos
Curitiba – PR53 anos
São Paulo – SP56 e 57 anos
Belo Horizonte – MG56 anos ou mais
Recife – PE e Fortaleza – CEDados não disponíveis

Cenário de imunização no Brasil

No Brasil, o atual cenário da vacinação hoje é de 80.268.207 vacinas aplicadas, sendo que 56.479.200 receberam a primeira dose e 23.789.007 a segunda, ou seja, apenas 11,27% da população brasileira está completamente imunizada com as duas doses.