Saúde

Paraná tem mais três mortes de H3N2 e 113 novos casos

Conforme a Sesa, no Paraná a transmissão da doença já é considerada comunitária

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Sesa
Paraná tem mais três mortes de H3N2 e 113 novos casos
Paraná confirma 113 novos casos de H3N2 e mais três óbitos ( Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

5 de janeiro de 2022 - 18:25 - Atualizado em 5 de janeiro de 2022 - 18:50

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou mais três óbitos e 113 novos casos de H3N2 nesta quarta-feira (5). Ao todo, o Paraná soma 375 casos e quatro mortes pela doença, que é considerada um tipo do vírus Influenza A (H3).

O quarto óbito foi registrado em Maringá, na região norte. A vítima tinha 77 anos.

Os óbitos foram registrados em Mandaguaçu (1) e Paranaguá (2) – um homem de 64 anos e duas mulheres de 77 e 79 anos, respectivamente. Os pacientes estavam internados, possuíam comorbidades e não tomaram a vacina contra a Influenza no ano passado, de acordo com a Sesa.

Conforme a Sesa, no Paraná a transmissão da doença já é considerada comunitária, que é quando o contágio entre pessoas ocorre no mesmo território, entre indivíduos sem histórico de viagem e sem que seja possível definir a origem da transmissão.

“Precisamos continuar nos cuidando com o uso de máscaras, álcool em gel e lavagem das mãos. Os casos têm aumentado consideravelmente todos os dias, acendendo um alerta para evitar uma possível epidemia de H3N2 no Paraná”,

disse o secretário Beto Preto.

 A Sesa enviou mais de 380 mil unidades do fosfato de oseltamivir (Tamiflu) para as Regionais de Saúde para reabastecer o estoque de todos os municípios do Paraná.

Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!