Saúde

Paraná recebe 65,5 mil vacinas contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a vacinação nas cidades poderá começar neste sábado (15)

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da AEN
Paraná recebe 65,5 mil vacinas contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos
(Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

14 de janeiro de 2022 - 15:30 - Atualizado em 14 de janeiro de 2022 - 15:31

O Paraná recebeu 65.500 vacinas contra a Covid-19 pediátricas da Pfizer/Cominarty, enviadas pelo Ministério da Saúde, nesta sexta-feira (14). Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), as doses são destinadas a crianças de 5 a 11 anos e fazem parte do primeiro lote exclusivo para o público. São 5,5 mil a mais em relação à programação inicial do governo federal.

As vacinas desembarcaram no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), às 13h50, e foram encaminhadas para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para análise e conferência. A previsão era de que as doses chegassem no começo da manhã, mas o Ministério da Saúde alterou a logística de diversos estados.

Os imunizantes só poderão ir para as 22 Regionais de Saúde após a aprovação do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), prevista para acontecer durante a tarde desta sexta. A previsão é de distribuição no fim da tarde.

A estimativa da Secretaria é que as 399 cidades do Estado tenham doses disponíveis para iniciar a vacinação neste sábado (15).

“Fomos um dos primeiros estados a solicitar vacinas para as crianças e agora daremos continuidade nesta campanha, contando com o apoio das equipes municipais de Saúde para imunizar mais de um milhão de paranaenses de 5 a 11 anos contra a Covid-19”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A estimativa do Ministério da Saúde é o que o Paraná tenha 1.075.294 crianças de 5 a 11 anos. O quantitativo recebido na primeira remessa deve atingir cerca de 5% deste público.

“Vamos continuar seguindo a orientação do Programa Nacional de Imunizações – PNI e iniciaremos a vacinação dessas crianças pelos grupos prioritários que incluem pessoas com comorbidades, deficiência permanente, indígenas e assim por diante. Tão logo o Paraná receba novas doses, avançaremos na vacinação”, afirmou o secretário.