Saúde

Ômicron pode sobrecarregar UTIs em província mais populosa do Canadá

Ontário, que representa pouco menos de 40% da população do Canadá, havia relatado 2.421 novos casos diários, quase o dobro em relação à semana anterior

Reuters
Reuters
Ômicron pode sobrecarregar UTIs em província mais populosa do Canadá
Paciente de Covid-19 internado em UTI de hospital em Toronto, no Canadá

16 de dezembro de 2021 - 16:10 - Atualizado em 16 de dezembro de 2021 - 16:34

OTTAWA (Reuters) – A variante Ômicron da Covid-19 está se disseminando rapidamente em Ontário, a província mais populosa do Canadá, e pode sobrecarregar as Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) no começo do próximo mês se não houver uma intervenção imediata, afirmou um painel de especialistas nesta quinta-feira (16).

“Esta será provavelmente a onda mais dura da pandemia”, disse Steini Brown, chefe do Painel Consultivo de Ciência Covid-19 de Ontário.

O painel publicou uma modelagem dizendo que apenas aumentar a vacinação não seria suficiente para enfrentar a Ômicron. Em vez disso, cobrou medidas de saúde pública para cortar o contato das pessoas em 50% e garantir uma rápida entrega de doses de reforço.

“A Ômicron transmite muito rapidamente… sem uma intervenção imediata, a ocupação das Unidades de Tratamento Intensivo pode atingir níveis insustentáveis no começo de janeiro”,

disseram os especialistas.

Ontário, que representa pouco menos de 40% da população do Canadá, havia relatado 2.421 novos casos diários, quase o dobro em relação à semana anterior. Nacionalmente, a média de novos casos diários cresceu cerca de 75% nas últimas seis semanas, segundo contagem da Reuters.

Ontário afirmou na quarta-feira (16) que estava limitando eventos em locais fechados com mais de 1.000 pessoas para 50% da capacidade. Brown disse que ainda não seria suficiente para conter o rápido crescimento da Ômicron.

Por David Ljunggren