Saúde

Moradores de Maringá denunciam aplicação de vacina vencida; prefeitura diz que é erro de digitação

As etiquetas coladas nas carteirinhas de vacinação indicam aplicação em 27 de outubro, mas teriam validade até o dia 30 de julho

Renan
Renan Vallim / Repórter
Moradores de Maringá denunciam aplicação de vacina vencida; prefeitura diz que é erro de digitação
Etiqueta mostra confusão nas datas (Foto: Divulgação)

28 de outubro de 2021 - 13:02 - Atualizado em 28 de outubro de 2021 - 13:02

Alguns moradores de Maringá denunciaram a aplicação de vacinas vencidas contra o coronavírus. De acordo com os cartões de vacinação, as vacinas têm data de vencimento de 30 de julho, mas teriam sido aplicadas nesta semana. A Prefeitura de Maringá afirma que houve erro de digitação.

Os imunizantes são da vacina Janssen e correspondem à terceira dose, tendo sido aplicada em profissionais de saúde. As etiquetas coladas nas carteirinhas de vacinação dos moradores indicam claramente que a aplicação foi feita no dia 27 de outubro, mas teriam validade até o dia 30 de julho. Todas elas são do mesmo lote: 211A21A.

Em nota, a Prefeitura de Maringá afirma que o problema não passa de erro de digitação das etiquetas e que as doses estão dentro do prazo de validade. Ao todo, 30 doses foram aplicadas com o erro. “Houve erro de digitação e a diretora da unidade está ligando para as pessoas para ver quais estão erradas e pedir para voltar e trocar a etiqueta“, diz a nota.

“[As vacinas] eram direcionadas para moradores em situação de rua e caminhoneiros. Como não tem surgido demanda para esses públicos, a Diretoria de Vacinação decidiu utilizar as doses para não perdê-las. Infelizmente, houve esse erro na hora de escrever a data de validade”, segue a nota. O prazo de validade correto das doses, de acordo com a prefeitura, é 30 de outubro.

Prefeitura admite que problema ocorreu com 30 pessoas (Foto: divulgação)