Saúde

Médico dá dicas para prática de atividades físicas em dias frios; confira

O médico Vagner Messias informa que algumas orientações são válidas para diminuir lesões ortopédicas nesses dias em que a temperatura está baixa e o corpo precisa se acostumar

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais Com informações da assessoria de imprensa
Médico dá dicas para prática de atividades físicas em dias frios; confira
(Foto: Pixabay)

21 de maio de 2022 - 08:00

O frio está chegando e com ele vem a preocupação em fazer exercícios físicos em dias de baixas temperaturas. Algumas pessoas diminuem a frequência da ida às academias, enquanto outras se mantêm firmes e vão aos treinos normalmente. O RIC Mais preparou dicas para você não deixar de se exercitar, confira.

De acordo o médico ortopedista e especialista em ombro e cotovelo Vagner Messias, algumas orientações são válidas, pensando em diminuir lesões ortopédicas nesses dias em que a temperatura está baixa e o corpo precisa se acostumar.

Antes de começar os exercícios

O aquecimento na academia é fundamental antes de começar os exercícios, porém, os preparativos para aquecer o corpo podem começam antes mesmo do exercício. O consumo de líquidos quentes, como chás e chocolate quente podem contribuir para isso. Além disso, a utilização de roupas para evitar a perda de calor, como casacos e jaquetas, auxiliam na preparação até chegar na academia e em algumas vezes até na fase inicial do treino.

O profissional afirma que os músculos e ligamentos estão contraídos para evitar a perda de calor. Começar com movimentos livres e com baixa carga, além de poucas repetições, contribuem para aumentar a circulação para os músculos.

Se ainda assim for difícil para aquecer de forma eficaz o corpo, preferir manter baixa carga nos exercícios, reduzindo o intervalo entre as séries e aumentar número de repetições. Aumentar a carga pode ser perigoso, pois a musculatura contraída pelo frio pode levar a dores, caso seja excessivo o peso no exercício físico.

Exercícios

O ortopedista reitera que além das dicas acima é preciso cuidar com a forma que se realiza o exercício, de preferência com um professor de educação física ou personal trainer, é importante objetivando o melhor resultado, prevenindo dores ou lesões.

“Atividade em casa costuma ser perigosa quando realizada sem supervisão. É muito comum improvisar barras na porta para flexões, sendo causa de dores e lesões. É um esforço muito grande sustentar o corpo com os braços.
Além disso, é frequente fazer exercício errado para os braços, tronco e pernas. É importante ter o acompanhamento de um professor de educação física ou personal trainer”,

afirma o médico Vagner Messias.

Para quem trabalha com digitação, por exemplo, o especialista dá algumas dicas de exercícios e cuidados. “É necessário pausas frequentes, apoio para as mãos com o uso de teclado e mouse e exercícios de alongamentos frequentes. A musculatura corre pelo antebraço, devendo prepará-los desde essa região até os dedos”.

Exercícios e crianças

Segundo Vagner, para as crianças, atividades em grupo são bem-vindas.

“É um grande estímulo para que alguém, vendo outra pessoa fazer atividade física, comece também.
Além disso, muitos exemplos vêm de casa e os pais que realizam exercícios dão o exemplo para incentivar os filhos a seguirem o mesmo caminho”,

sugere.