Saúde

Médica que fez postagens com ofensas a pacientes será investigada; veja publicações

O CRM-PR abriu sindicância após receber denúncias por causa publicações da profissional nas redes sociais; mulher foi suspensa das atividades na UPA 24h pela prefeitura de Almirante Tamandaré

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Médica que fez postagens com ofensas a pacientes será investigada; veja publicações
(Foto: Ilustração)

24 de maio de 2022 - 10:30 - Atualizado em 24 de maio de 2022 - 10:54

O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) abriu sindicância nesta segunda-feira (23), para apurar a atitude de uma médica que atua em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba. A mulher teria utilizado as redes sociais para fazer ofensas contra pacientes, o que gerou grande repercussão na internet e denúncias contra a profissional.

De acordo com o CRM-PR, o processo tramita em sigilo e a profissional ainda não foi convocada para explicações. Desde o último domingo (22), o Conselho recebe denúncias contra a médica após uma publicação da profissional viralizar nas redes sociais.

Na postagem, realizada pelo perfil pessoal da médica às 12h53 do último sábado (21), a profissional mostra insatisfação com um paciente, que procurou a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), em Almirante Tamandaré, com infecção urinária. Veja a publicação:

(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Ainda de acordo com o CRM-PR, a sindicância tramitará em sigilo e outras pessoas envolvidas serão ouvidas. O primeiro passo será instruir o diretor técnico da instituição onde a médica atua, levantar dados de prontuários e ouvir possíveis pacientes. Caso as denúncias tenham consistência, a profissional pode ser penalizada com autuações que variam de termo circunstanciado até cassação do registro profissional. Confira a nota do Conselho:

O CRM-PR confirma ter instaurado procedimento sindicante ex officio nesta data, 23 de maio de 2022, para apurar denúncia em que comentários desrespeitosos com pacientes e aos princípios que regem a atividade teriam sido compartilhados nas redes sociais por profissional de Medicina, com inscrição e atuação na jurisdição desta Autarquia. O trâmite ocorre sob sigilo, em respeito ao direito de ampla defesa e contraditório. O Conselho reafirma agir com zelo na preservação dos valores hipocráticos.

A Prefeitura de Almirante Tamandaré informou, por meio de nota, que a profissional realiza plantões na UPA do município, porém, a conduta no trabalho não condiz com as publicações realizadas nas redes sociais. Além disso, informou que irá colaborar com as investigações e a médica está suspensas das atividades no posto. Confira o posicionamento na íntegra:

Histórico de publicações polêmicas

Apesar de jovem, e com apenas oito meses de inscrição no CRM-PR, a médica acumula outras publicações polêmicas em relação à profissão. Nas redes sociais, que agora estão todas privadas, a mulher compartilhou momentos da rotina em que não concorda com a atitude dos pacientes. Veja algumas publicações:

(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)
(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)
(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

O RIC Mais entrou em contato com a médica, mas não obteve resposta.