Saúde

Maringá bate recorde de casos confirmados de Covid-19; regras de isolamento mudam

e acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram 609 casos confirmados da doença nesta segunda

Renan
Renan Vallim / Repórter
Maringá bate recorde de casos confirmados de Covid-19; regras de isolamento mudam
Foto: PMM

12 de janeiro de 2022 - 09:52 - Atualizado em 12 de janeiro de 2022 - 09:52

O município de Maringá bateu recorde de casos confirmados de Covid-19 em 24 horas nesta segunda-feira (10). De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram 609 casos confirmados da doença. O recorde anterior havia sido estabelecido em 10 de março de 2021, com 556 novos casos registrados. Nesta terça (11), a Prefeitura anunciou um novo prazo para isolamentos de pessoas com a doença.

O número recorde de confirmações acontece pouco mais de uma semana depois das festas de fim de ano, em que tradicionalmente ocorrem aglomerações. O período também coincide com o retorno de boa parte da população para a cidade, após viagens de fim de ano, sobretudo para o litoral.

O número de infectados com a doença apenas nesta segunda-feira é próximo do número de confirmações de todo o mês de dezembro de 2021: 639 casos. Apesar do alto número de pessoas com a doença, o número de óbitos se manteve baixo, como um reflexo sobretudo da vacinação: apenas uma morte foi registrada no dia em questão.

Atualmente, o município conta com 2.462 casos ativos da doença, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Desde o início da pandemia, foram 70.770 casos confirmados da doença no município, com 1.618 mortes.

Novo prazo

A Prefeitura de Maringá determinou o prazo de sete dias para o isolamento em casos leves de covid-19, a partir da data do início dos sintomas. Em casos de piora, falta de ar ou febre persistente, a orientação é retornar ao serviço de saúde. Para pacientes com sintomas graves, a recomendação é de dez dias de isolamento, conforme avaliação médica. As medidas seguem orientações do Ministério da Saúde.

Caso o resultado seja negativo, mas o paciente apresente febre, a orientação é o isolamento por cinco dias. Quando o resultado der negativo, mas os sintomas serem considerados graves, o isolamento deve ser de dez dias após o início dos sintomas.

O secretário de Saúde de Maringá, Marcelo Puzzi, ressalta que as pessoas ainda precisam ser conscientes de que o enfrentamento da pandemia é coletivo e todos precisam contribuir com as medidas de prevenção.

“Precisamos seguir com os cuidados básicos, como uso de máscara, lavar as mãos diariamente, álcool em gel e distanciamento entre as pessoas. As medidas também previnem contra a gripe”, reforça Puzzi.

  • Casos Leves: Tosse, dor de garganta, coriza, congestão nasal, cefaleia, perda do olfato/paladar ou febre.
  • Casos graves: Saturação de oxigênio menor que 92%, taquipneia, sinais de hipotensão, taquipneia, confusão mental, tiragem intercostal ou outras disfunções orgânicas. Crianças também podem apresentar gemência, incapacidade de mamar ou beber e convulsões.
Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.