Saúde

Ilha de Superagui registra surto de Covid trazido por turistas

Desde antes do Natal, ilha vem recebendo grande quantidade de turistas; pousadas ficaram lotadas e barcos não paravam de chegar com mais pessoas

Giselle
Giselle Ulbrich
Ilha de Superagui registra surto de Covid trazido por turistas
(Foto: Viaje Paraná / Acervo RTVE)

3 de janeiro de 2022 - 21:12 - Atualizado em 3 de janeiro de 2022 - 21:14

A Ilha de Superagui, que fica no município de Guaraqueçaba, no litoral do Paraná, está enfrentando um surto de Covid-19. 33 pessoas já testaram positivo para a doença, grande parte delas tiveram contato com turistas que frequentaram o mesmo camping, antes do Natal. Diante da situação, a prefeita Lilian Narloch, baixou um decreto com medidas bastante restritivas, até o fim de janeiro.

Conforme a assessoria de comunicação da prefeitura, os casos foram descobertos porque, antes do Natal, a própria prefeitura emitiu um alerta, falando da H1N3, informando que os sintomas eram parecidos com a Covid e que as pessoas deveriam procurar atendimento médico caso tivessem os sintomas.

Diante disto, vários moradores compareceram às unidades de saúde com sintomas de gripe e acabaram fazendo também o teste de Covid. 33 delas positivaram para o coronavírus e, para a ilha, que tem pouco mais de 700 habitantes, isto já é considerada uma transmissão comunitária.

Turismo

Desde antes do Natal, a ilha de Superagui tem recebido um trânsito muito grande de turistas. Como não há controle de entrada, não se sabe exatamente quantos deles entraram. Mas conforme moradores locais, houve dias de trilhas lotadas, pessoas chegando de barco a todo instante, pousadas cheias e gente dormindo até nas marquizes das pousadas, porque elas não tinham mais vagas.

Diante do surto originado na movimentação de pessoas, a prefeita baixou um decreto, nesta segunda-feira (03), fechando todos serviços não essenciais, incluindo os relacionados ao turismo. Bares, lanchonetes, restaurantes e similares devem ficar fechados, sendo autorizado somente delivery e retirada em balcão. Também há toque de recolher das 20h às 5h e os táxis náuticos só podem transportar moradores, no limite de 70% da capacidade. A exceção são equipes de saúde que estejam indo à ilha para atendimentos.

(Foto: Viaje Paraná / Acervo RTVE)

Hotéis, pousadas, campings e similares terão os serviços suspensos até o dia 31 de janeiro de 2022 e os turistas devem ser barrados de entrar na ilha.

Os cultos religiosos devem ser realizados, prioritariamente, de forma online e, quando houver a necessidade de atendimento presencial individual, as pessoas devem manter distância de dois metros e utilizar todas as medidas de prevenção. Eventos e confraternizações de todos os tipos estão proibidos.

Quem descumprir as medidas pode levar multa de 5 a 50 UPF (unidade padrão fiscal), o que varia de R$ 555,00 a R$ 5.559,00.

Vacinação

Guaraqueçaba está com sua vacinação bem avançada. 97% da população está vacinada com até três doses, o que reduz o risco de agravamentos da doença e hospitalizações. E os índices de Covid-19 na cidade, até então, eram baixíssimos. Desde 12 de junho a cidade não registra nenhum óbito pela doença.

(Foto: Viaje Paraná / Acervo RTVE)