Saúde

EUA registram primeiro caso da variante Ômicron

O primeiro caso é um homem adulto que afirma ter comparecido a uma convenção de anime, um pouco antes de sentir os sintomas

Reuters
Reuters
EUA registram primeiro caso da variante Ômicron
Presidente dos EUA, Joe Biden, visita Instituto Nacional de Saúde, em Maryland

2 de dezembro de 2021 - 17:05 - Atualizado em 2 de dezembro de 2021 - 17:54

WASHINGTON/BERLIN (Reuters) – Os Estados Unidos registraram seu primeiro caso de transmissão comunitária da Ômicron nesta quinta-feira (2), enquanto o presidente Joe Biden se preparava para delinear sua estratégia para combater o coronavírus durante o inverno.

De acordo com as autoridades de saúde de Minnesota, um Estado do norte dos EUA, disseram que o morador infectado é um homem adulto totalmente vacinado que viajou recentemente à cidade de Nova York. Ele disse a investigadores da agência de saúde estadual que compareceu à convenção Anime NYC 2021 no Centro Javits entre os dias 19 e 21 de novembro e que começou a ter sintomas suaves no dia 22 de novembro.

“Estamos cientes de um caso da variante Ômicron identificado em Minnesota que está associado a uma viagem para uma conferência na cidade de Nova York e deveríamos supor que existe uma transmissão comunitária da variante em nossa cidade”, disse o prefeito nova-iorquino, Bill de Blasio.

A Ômicron poderia desacelerar o crescimento econômico global exacerbando problemas na cadeia de suprimento e reprimindo a demanda, disse a secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, à conferência Reuters Next nesta quinta-feira.

“Há muita incerteza, mas ela poderia causar problemas consideráveis. Ainda estamos avaliando isto”.

Até o início da semana que vem, os EUA exigirão que viajantes estrangeiros ingressando no país façam exames de Covid-19 um dia antes do embarque, seja qual for sua situação vacinal. Já os planos de saúde particulares serão orientados a reembolsar clientes por exames de Covid-19 feitos em casa, parte da estratégia invernal que Biden anunciaria.

“O presidente apresentará um plano muito robusto, fará de tudo para nos preparar para o inverno e nos preparar para a nova variante”, disse o coordenador da reação à Covid-19 da Casa Branca, Jeff Zients, à emissora MSNBC.

Anunciado na quarta-feira, o primeiro caso conhecido dos EUA foi uma pessoa totalmente vacinada da Califórnia que havia viajado à África do Sul.

Ainda não se sabe muito sobre a Ômicron, que foi detectada pela primeira vez na África do Sul no mês passado e já foi flagrada em ao menos duas dúzias de países no momento em que partes da Europa estão sofrendo com uma disparada de infecções da mais conhecida variante Delta.

Por Joseph Nasr e Jeff Mason

(Redações Reuters)