Saúde

Em novo decreto, Maringá retoma medidas restritivas contra a Covid-19 e limita público em eventos

O decreto proíbe a realização de eventos com público acima de 1 mil pessoas e prevê multa de até R$ 100 mil em caso de descumprimento

Renan
Renan Vallim / Repórter
Em novo decreto, Maringá retoma medidas restritivas contra a Covid-19 e limita público em eventos
Foto: PMM

19 de janeiro de 2022 - 12:08 - Atualizado em 19 de janeiro de 2022 - 12:08

Com o aumento de casos positivos de covid-19 em nível nacional, a Prefeitura de Maringá anunciou que publicará um novo decreto nesta quarta-feira (19). O documento irá retomar restrições a aglomerações, com a intenção de reduzir a transmissão do vírus.

O decreto proíbe a realização de eventos com público acima de 1 mil pessoas. O decreto ainda exige a apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 para todos os presentes maiores de 12 anos em qualquer evento da cidade.

Caso as determinações não sejam cumpridas, organizadores de eventos podem receber multas variando de R$ 10 mil a R$ 100 mil. O novo decreto não altera outras atividades, como o comércio.

A cidade de Maringá vêm apresentando recordes consecutivos de casos de covid-19 desde a semana passada. Nesta terça-feira (18), o número de casos chegou a 1.103, sendo o maior desde o início da pandemia, em março de 2020. O novo número superou o recorde anterior de três dias atrás, em 15 de janeiro, com 879 casos confirmados.

De acordo com a prefeitura, existem inclusive vários profissionais da Saúde municipal com a doença. Apesar dos altos índices de casos confirmados, a hospitalização se mantém relativamente baixa na cidade, principalmente por conta da vacinação.