Saúde

Em 2 anos de pandemia, pela 1.º vez Curitiba não tem internamentos por Covid

Índice de ocupação de leitos de UTI e enfermaria tem sido baixíssimos nas últimas semanas, o que tem possibilitado à prefeitura desativar leitos exclusivos Covid e direcioná-los a outros atendimentos

Giselle
Giselle Ulbrich
Em 2 anos de pandemia, pela 1.º vez Curitiba não tem internamentos por Covid
(Foto: Rafael Greca / Twitter)

22 de março de 2022 - 19:53 - Atualizado em 22 de março de 2022 - 19:54

Após dois anos do primeiro caso de Covid-19 registrado em Curitiba, pela primeira vez a capital não registra nenhuma internação pela doença na cidade. A novidade foi divulgada pela secretária municipal de saúde, Marcia Huçulak, e pelo prefeito Rafael Greca, em suas redes sociais.

Depois do pico de casos em janeiro – o maior de toda a pandemia – a capital, assim como todo o Paraná, vem registrado queda nos números da doença. Nesta terça-feira (22), Curitiba registoru 169 novos casos de covid-19 e 3 mortes pelo novo coronavírus; são um homem e duas mulheres, com idades entre 73 e 93 anos. Ao todo, foram  8.196 mortes na capital, até o momento.

Os casos ativos também chamam a atenção pelas reduções. Em janeiro, curitiba chegou a recorde de 16 mil pessoas compotencial de tansmissão da doença. Já nesta terça-feira (22), o índice está em 1.910 casos ativos.

Internamentos

Nesta terça-feira, a taxa de ocupação dos 67 leitos de UTI SUS exclusivos para Covid-19 foi um dos mais baixos da pandemia: está em 36%. Restam 43 leitos livres. O mesmo ocorre com a taxa de ocupação dos 80 leitos de enfermaria SUS covid-19, que está em 28%. Há 58 leitos vagos.

Devido à queda na ocupação, suscecivas desativações de leitos tem sido feitos na capital. Nesta terça-feira, 30 leitos clínicos (engermaria) foram desativados no Instituto de Medicina, e no Hospital Evangélico Mackenzie.

Confira a comemoração do prefeito nas redes sociais: