Saúde

Covid-19: Curitiba adia o início da vacinação de gestantes e puérperas

Pacientes com comorbidades começam a se vacinar nesta quinta (6)

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Covid-19: Curitiba adia o início da vacinação de gestantes e puérperas
(Foto: Ricardo Marajó/SMCS)

6 de maio de 2021 - 13:24 - Atualizado em 6 de maio de 2021 - 13:24

Após finalizar a vacinação contra covid-19 de idosos nesta quarta (5), Curitiba dá início à aplicação da primeira dose do imunizante em paciente com comorbidades, isto é, aqueles com deficiência permanente com Benefício de Prestação Continuada e pacientes de hemodiálise, nesta quinta (6).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a previsão inicial era fazer, ao mesmo tempo, a imunização para gestantes e puérperas, conforme estabelecido no Plano Nacional de Imunização. Porém, com o anúncio feito pelo Governo do Estado, nesta terça (4), que sugere o uso das doses deste grupo para antecipar a imunização de professores, o cronograma de Curitiba precisou ser ajustado.

“Nossos cronogramas seguem rigorosamente a determinação do Plano Nacional, com controle de primeira e segunda dose para cada grupo imunizado. Fomos surpreendidos com esse anúncio de antecipação de fase, o que diminuiu nossa quantidade de doses previstas”,

afirma Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde de Curitiba.

Em coletiva nesta quarta (5), o Governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Júnior, afirmou que o Paraná está seguindo as orientações do Plano Nacional de Imunização, mas que este dá liberdade para os estados elegerem suas prioridades. 

“No início de abril eu falei que, depois da vacinação de [pessoas com] 60 anos, a prioridade do estado era vacinar pessoas com comorbidades e começar a vacinar os profissionais da educação. Os municípios estão avisados disso, os secretários de saúde acompanham o planejamento”, 

explica o Governador do Paraná, Ratinho Júnior. 

Apesar disso, ele reiterou que a Secretaria de Saúde de cada cidade pode definir seus nichos de prioridade para vacinação e que o Paraná está buscando atender as demandas dos municípios, conforme os lotes de imunizantes chegam ao Estado.

Vacinação nos próximos dias

Pessoas com deficiência com BPC

Quinta e sexta (6 e 7 de maio): serão vacinadas cerca de 6.500 pessoas de 18 a 59 anos com deficiência permanente  cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lista de pessoas que se enquadram nesta condição será fornecida pela Fundação de Ação Social às unidades de saúde de Curitiba.

Local: a pessoa com deficiência com BPC deve procurar qualquer um dos pontos de vacinação contra covid (lista abaixo), exceto Pavilhão da Cura (Barigui), Ouvidor Pardinho e Centro de Referência, Esportes e Atividade Física (Creaf) do Guaíra, que estarão vacinando exclusivamente profissionais de saúde. 

Pacientes de hemodiálise

Quinta, sexta e sábado (6, 7 e 8 de maio): a vacinação deste grupo será feita por equipes de saúde diretamente nas clínicas, nos três turnos. A estimativa é imunizar cerca de 1.200 pessoas.

Profissionais de Saúde

Quinta, sexta e sábado (6, 7 e 8 de maio): a vacinação deste grupo prioritário dos profissionais de saúde deve ser finalizada nos próximos dias. A imunização para este público é apenas mediante agendamento enviado pelo aplicativo Saúde Já Curitiba.

Local: Pavilhão da Cura (Barigui), Ouvidor Pardinho e Centro de Referência, Esportes e Atividade Física (Creaf) do Guaíra, conforme agendamento enviado pelo celular. 

Repescagem de idoso

Quinta e sexta (6 e 7 de maio): pessoas com 60 anos ou mais e aquelas que completarão 60 anos até 30 de junho de 2021 e não conseguiram se vacinar até esta quarta (5) poderão procurar os pontos de vacinação (com exceção do Pavilhão da Cura no Barigui, Creaf no Guaíra e Ouvidor Pardinho)