Saúde

Contra gripe: pessoas com deficiência e caminhoneiros são vacinados em Curitiba; veja cronograma

Para receber a vacina, será necessário apresentar documento com foto e CPF, comprovante de residência de Curitiba e documentos específicos para cada grupo prioritário; confira

Daniela
Daniela Borsuk com informações da Prefeitura de Curitiba
Contra gripe: pessoas com deficiência e caminhoneiros são vacinados em Curitiba; veja cronograma
(Foto: Pedro Ribas/SMCS)

22 de maio de 2022 - 16:21 - Atualizado em 22 de maio de 2022 - 18:06

Pessoas com deficiência permanente e caminhoneiros estão sendo convocados, a partir desta segunda-feira (23), para se vacinarem contra a gripe em Curitiba. Conforme a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o atendimento para estes públicos será de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Os endereços das unidades que estão fazendo a imunização estão disponíveis no site Imuniza Já.

Para receber a vacina, será necessário apresentar documento com foto e CPF, comprovante de residência de Curitiba, caso ainda não seja cadastrado na unidade de saúde, além dos documentos específicos para cada grupo prioritário. Veja abaixo: 

Pessoas com deficiência

Englobam o grupo das pessoas com deficiência permanente aquelas com limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas; pessoas com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir mesmo com uso de aparelho auditivo; pessoas com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar mesmo com uso de óculos; indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente, que limite as suas atividades habituais (como trabalhar, ir à escola, brincar). No momento da vacinação, essas pessoas fazem a autodeclaração da deficiência.

Caminhoneiros

Já os caminhoneiros apresentam, na Unidade de Saúde, documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte rodoviário de cargas (caminhoneiro). 

Grupos Prioritários 

A Campanha Nacional de Vacinação segue até 3 de junho. Além dos caminhoneiros e das pessoas com deficiências permanentes, contempla ainda os idosos de 60 anos ou mais; crianças de 6 meses a 5 anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias); professores e trabalhadores do ensino; doentes crônicos; trabalhadores da Saúde, gestantes e puérperas (mães que tiveram filhos há até 45 dias); motoristas e cobradores do transporte coletivo; trabalhadores das forças de segurança e salvamento e das forças armadas (policiais federais, militares, civis e rodoviários; bombeiros militares e civis e guardas municipais).

A SMS ressalta que é fundamental que as pessoas desses grupos que ainda não buscaram a imunização se vacinem o quanto antes.

A Campanha Nacional é realizada anualmente entre os meses de abril para proteger as populações mais suscetíveis a complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus durante a estação de maior circulação da gripe.

Crianças e idosos

No caso dos idosos, além da vacina da gripe, é oferecida também a quarta dose (segundo reforço) da vacina contra a Covid. E no caso das crianças é oferecida a vacinação simultânea da Vacina Tríplice Viral (VTV), que protege contra caxumba, rubéola e sarampo.