Coronavírus

Cascavel volta para a bandeira vermelha, diz prefeitura

Município estava a quase um mês com a bandeira laranja, mas aumento nos números da Covid-19 elevaram a vigilância a um nível mais alto de atenção

Eduardo
Eduardo Igor / Estagiário Com supervisão de Giselle Ulbrich
Cascavel volta para a bandeira vermelha, diz prefeitura
(Foto: Divulgação TCE/PR)

19 de agosto de 2021 - 19:59 - Atualizado em 20 de agosto de 2021 - 10:05

O município de Cascavel volta a bandeira vermelha nesta quinta-feira (19) após os indicadores mostrarem um índice de alto risco de contaminação. De acordo com a matriz de risco da cidade, essa mudança foi causada pelo aumento de mortes por síndrome respiratória aguda grave, em relação a 14 dias anteriores.

A matriz é o levantamento de dados da Secretaria de Saúde que monitora toda situação da pandemia na cidade, e de acordo com os números, estabelece a pontuação e a cor das bandeiras.

É levado em consideração a taxa de ocupação de leitos de UTI adulto exclusivos, taxa de ocupação de leitos clínicos adulto, previsão de esgotamento de leitos de UTI, variação do número de óbitos nos últimos 14 dias, incidência de casos de por 100 mil habitantes e a taxa de positividade para a covid-19.

Cascavel estava a quase um mês com a bandeira laranja. Há duas semanas atrás, a matriz registrou 12 mortes por síndrome respiratória aguda grave. Em nova divulgação da prefeitura feita hoje (19) os dados já mostram 14 óbitos.

As novas mortes fizeram a matriz subir dois pontos na escala, que atingiu 20 pontos. A bandeira vermelha é válida quando a pontuação dos fatores de risco varia entre 19 e 30. A próxima bandeira é a roxa, com pontuação entre 31 e 40, que apresenta o risco muito alto de contaminação e determina a restrição máxima das atividades na cidade.