Saúde

Covid-19: Brasil é o 78° no ranking de vacinação que considera a população de cada país

Considerando as doses aplicadas proporcionalmente ao tamanho da população, o Brasil aparece em baixa posição no ranking com 190 países ou territórios

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do EM
Covid-19: Brasil é o 78° no ranking de vacinação que considera a população de cada país
(Foto: Daniel Castellano / SMCS)

9 de junho de 2021 - 10:44 - Atualizado em 9 de junho de 2021 - 10:44

Com quase 500 mil mortes desde o início da pandemia da Covid-19, as críticas ao governo de Jair Bolsonaro e os contrapontos têm se concentrado no desempenho brasileiro na vacinação. A principal dúvida, porém, é: afinal, o Brasil vacina pouco ou muito?

Segundo o EM, a resposta é: depende da comparação.

Se a comparação considerar apenas o número total de doses que cada país aplicou, o Brasil aparece em quarto lugar no ranking global de dados oficiais compilados pela Universidade de Oxford, no Reino Unido. 

Mas quando a comparação do total de doses aplicadas leva em conta o tamanho da população de cada país, isto é, contabiliza proporcionalmente, o Brasil aparece em 78º entre 190 nações e territórios.

A comparação pode ser feita também com o próprio Brasil. O Ministério da Saúde afirma que o país tem capacidade instalada de vacinar 2,4 milhões por dia, e já chegou a vacinar 18 milhões de crianças em campanha contra a poliomielite. Mas desde 17 de janeiro de 2021, o Brasil só superou dez vezes a marca de 1 milhão de vacinados em 24h. A China, por exemplo, tem vacinado 20 milhões por dia.

Ranking da primeira dose

Ainda segundo os dados, até o momento, 920 milhões de pessoas receberam pelo menos uma dose contra a Covid-19 ao redor do mundo, equivalente a cerca de 11% da população mundial.

Até esta quarta-feira (9), o Brasil aplicou pelo menos uma dose em 23% da população brasileira. Isso coloca o país em 72º lugar no ranking da primeira dose, entre 190 nações e territórios.

No continente

Na América, o Brasil está em 15º lugar. O país mais bem posicionado do continente é o Chile, que aplicou pelo menos uma dose em 58% da população. 

Velocidade da vacinação

No quesito velocidade de doses aplicadas diariamente por cada 1 milhão de habitantes, o Brasil (3.094) aparece em 89º no mundo e 13º na América. O ritmo tem caído: em meados de maio o Brasil aplicava 4.207 doses por cada 1 milhão de habitantes.

Na pandemia de H1N1, por exemplo, o Brasil imunizou quase 80 milhões de pessoas em três meses. Na pandemia atual, o governo federal distribuiu de 17/01 a 09/06 quase 103 milhões de doses para Estados e municípios, mas apenas 71,6 milhões tinham sido aplicadas, segundo dados do Ministério da Saúde.