Saúde

Bebê é entubada em ambulância por falta de vaga em hospital no oeste

Criança chegou de helicóptero ao hospital, com problemas em decorrência da Covid-19

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Raul Stanazio, da RICtv
Bebê é entubada em ambulância por falta de vaga em hospital no oeste
(Foto: Reprodução / RICtv)

16 de maio de 2022 - 21:43 - Atualizado em 16 de maio de 2022 - 21:44

Superlotado, o Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP), em Cascavel, na região oeste, precisou negar o recebimento de um bebê, que chegou de helicóptero em estado grave ao hospital, nesta segunda-feira (16). Por causa disso, a criança precisou de intubação dentro de uma ambulância.

Os profissionais de saúde que chegaram com a criança reclamam da falta de vagas e de médicos no hospital, já que não foram recebidos para dar entrada com o bebê, que teve problemas em decorrência da Covid-19.

Em nota, o hospital disse que está com seis pacientes internados na sala de emergência do pronto socorro, onde são admitidos os pacientes graves. A capacidade é para apenas três pacientes e, assim, não há espaço físico para novas admissões.

Dos seis pacientes internados, dois são crianças. O núcleo de regulação de leitos está tentando realizar a transferência, para que possa ser realizada a admissão do bebê encaminhado pelo helicóptero. O hospital ressaltou que a criança foi tansferida sem haver vagas no local e que, mesmo com a superlotação, a equipe hospitalar está se desdobrando para realizar as transferências internas e abrir novos espaços para admissão e atendimento do bebê.