Saúde

Anvisa mantém uso obrigatório de máscaras em voos, mas libera serviço de bordo

Serviço de bordo tem que ser feito o mais rápido possível e os resíduos depois da alimentação retirados rapidamente

Reuters
Reuters
Anvisa mantém uso obrigatório de máscaras em voos, mas libera serviço de bordo
(Blank Headline Received)

12 de maio de 2022 - 19:44 - Atualizado em 12 de maio de 2022 - 20:16

BRASÍLIA (Reuters) – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) manteve a obrigatoriedade do uso de máscaras em voos, mas permitiu a volta do serviço de bordo, que estava cancelado desde a chegada da pandemia de Covid-19 ao país, em março de 2022.

Em nota, a agência informou que as novas regras preveem que o serviço de bordo seja feito da forma mas rápida possível, e que os resíduos depois da alimentação também devem se retirados rapidamente, com atenção especial para material que possa ter dito contato com a saliva dos passageiros.

A agência liberou, ainda, o uso integral, sem limitação de lugares, dos ônibus usados para transporte de passageiros do embarque até o avião, nos aeroportos.

Além das máscaras, foram mantidos ainda o desembarque por fileiras, para reduzir as aglomerações, e a recomendação de distanciamento físico entre os passageiros, sempre que possível.

Relator da matéria na diretoria colegiada da Anvisa, o diretor Alex Campos afirmou que as flexibilizações feitas só são possíveis com a manutenção do uso de máscaras e devido ao amplo alcance das vacinas contra Covid-19 no país.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)