Notícias

Morte de bebê pode ter sido causada por negligência em Maringá

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

18 de abril de 2013 - 00:00 - Atualizado em 18 de abril de 2013 - 00:00

O Ministério Público investiga a morte de um bebê de dez meses que pode ter sido causada por negligência médica na rede pública de saúde em Maringá. A menina foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte, onde, segundo a família, o atendimento foi falho e demorado.

De acordo com a mãe, na segunda-feira passada (8) Alhandra foi levada à unidade com vômito, febre, diarreia e diagnosticada com suspeita de meningite. Lá, o atendimento teria demorado e, quando conseguiu ser consultada, nenhum exame ou tratamento para meningite foi feito. A menina só recebeu inalação e remédio para febre, sem atenção médica.

Depois de muito reclamar, Alhandra foi transferida para o Hospital Municipal no dia seguinte e, logo depois, para o Hospital Universitário (HU), onde ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Os laudos da UPA Zona Norte apontavam que o quadro da menina era estável quando foi transferida. Mas segundo a mãe, uma médica do HU disse que o estado de saúde de Alhandra já era grave quando ela deu entrada no hospital e o internamento deveria ter sido feito no primeiro dia em que procurou atendimento.

A equipe da RIC tentou entrar em contato com a diretora da UPA Zona Norte, mas não teve resposta até as 17h desta quinta-feira (18).