Política

TSE aprova criação do União Brasil, partido que nasce da fusão de DEM e PSL

Novo partido terá o número 44 e defende o empreendedorismo e a geração de empregos

Reuters
Reuters
TSE aprova criação do União Brasil, partido que nasce da fusão de DEM e PSL
(Foto: Divulgação / TSE)

8 de fevereiro de 2022 - 20:29 - Atualizado em 8 de fevereiro de 2022 - 20:55

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (08) a criação do partido União Brasil, legenda que nasce a partir da fusão do Democratas (DEM) com o Partido Social Liberal (PSL).

Em rápida votação, os integrantes da corte acompanharam o relator, ministro Edson Fachin, e por decisão unânime aprovaram o pedido de registro do estatuto e do programa partidário da nova sigla.

O União Brasil terá mais de 80 deputados, somados os números de DEM e PSL, tornando-se a maior bancada na Casa. No Senado, serão sete senadores. O mais provável, no entanto, é que haja migrações, já que boa parte do PSL, por exemplo, deve seguir o exemplo do presidente Jair Bolsonaro e buscar filiação ao PL.

Bolsonaro elegeu-se presidente da República pelo PSL, mas após um racha na legenda, deixou a sigla e ficou um bom tempo sem partido.

Também não estão descartadas defecções do antigo DEM.

Pelo Twitter, o até então líder do DEM Efraim Filho (PB) afirmou que o União Brasil, que terá o número 44, “nasce comprometido com o sentimento da maioria dos brasileiros, que não quer a divisão. Entre as nossas bandeiras estão o apoio ao empreendedorismo e a geração de empregos. Vamos unir o Brasil pelo diálogo”.