Política

“Sou contra o aborto e defendo a legislação atual”, afirma Moro

Moro destacou que forçar mulheres que foram vítimas de estupro a continuarem com a gravidez é “muito pesado”

Rodrigo
Rodrigo Sigmura / Editor-Chefe
“Sou contra o aborto e defendo a legislação atual”, afirma Moro
(Foto: Rodrigo Sigmura/RIC Mais)

2 de dezembro de 2021 - 09:07 - Atualizado em 2 de dezembro de 2021 - 12:00

O ex-ministro Sergio Moro afirmou nesta quinta-feira (2), em entrevista exclusiva no Jornal da Manhã Paraná, da Jovem Pan, que é contra o aborto e que defende a atual legislação sobre o tema.

“A legislação atual trata algumas exceções, quando há risco de vida da mãe. Embora proteger a vida das pessoas seja importante, existe a vida do feto, por outro lado tem a vida da mãe e ali tem uma situação muito difícil. Como você vai sacrificar a vida da manhã em uma circunstância dessa espécie. E a legislação também prevê no caso que a concepção tenha sido produto de estupro. Se uma mãe quiser manter a gravidez, é legítimo. Mas forçar ela a continuar eu acho muito pesado. É exigir um sacrifício muito grande. Se a pessoa quiser, tem que vir do íntimo dela, uma relação com a consciência pessoal e com os valores que ela tem perante Deus ou sua própria consciência”, explicou o ex-juiz.

Durante a entrevista Moro, falou sobre propor o fim da reeleição, disse que não vê problema em privatizar a Petrobras e também resgatou sua passagem pelo governo Jair Bolsonaro.

Assista: