Política

Recesso parlamentar de julho é suspenso na Alep

A medida foi tomada devido a redução do ICMS nos combustíveis, o que vai gerar queda de arrecadação pelos estados e consequente reorganização da LDO

Valeska
Valeska Macedo / estagiária com informações da Assembleia Legislativa do Paraná e supervisão de Giselle Ulbrich
Recesso parlamentar de julho é suspenso na Alep
(Foto: Orlando Kissner/Alep)

29 de junho de 2022 - 20:40 - Atualizado em 29 de junho de 2022 - 20:40

O recesso parlamentar do mês de julho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) foi suspeso por causa da queda de receita no estado, segundo comunicado do presidente da Alep, o deputado Ademar Traiano (PSD). A medida foi tomada em acordo com os líderes partidários, devido a redução do ICMS nos combustíveis, adotada em Brasília.

“Em função das decisões que estão sendo tomadas em Brasília, em relação à redução do ICMS dos combustíveis, e isso vai causar uma situação de queda de receita para o Estado, o próprio Governo nos faz um apelo para que a gente suspenda o recesso. Comunico que não teremos pausa nos trabalhos no mês de julho”,

disse o presidente da Alep.

O recesso aconteceria se houvesse votação no projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o que, segundo Traiano, não vai ocorrer no momento.

“Até para que a gente possa acompanhar o desenrolar dessa situação, porque ela trará prejuízo muito grande na economia do Estado e algumas medidas de adequação deverão ser tomadas e em razão disso vamos suspender o recesso”,

afirmou Traiano, entendendo que será preciso mais tempo para rearranjar o orçamento antes de votá-lo.
Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.