Política

Presidente Jair Bolsonaro inaugura obras no Paraná nesta sexta-feira (1)

O presidente estará ao lado de ministros, do governador Ratinho Junior, e do prefeito de Maringá no Aeroporto Regional da cidade

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações do governo federal
Presidente Jair Bolsonaro inaugura obras no Paraná nesta sexta-feira (1)
(Foto: Divulgação/ Aeroporto de Maringá)

1 de outubro de 2021 - 06:56 - Atualizado em 1 de outubro de 2021 - 06:56

O presidente Jair Bolsonaro estará na tarde desta sexta-feira (1) na cidade de Maringá, no noroeste do estado. A participação do presidente na inauguração de obras no aeroporto da cidade e também na Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Bela Vista faz parte da celebração pelos mil dias da atual gestão do Governo Federal. Bolsonaro estará acompanhado do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; do governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior; e do prefeito de Maringá, Ulisses de Jesus Maia Kotsifas.

As autoridades participarão da inauguração da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Bela Vista e da entrega da modernização e ampliação operacional do Aeroporto Regional de Maringá. O evento será às 15h30, no pátio aviação geral do terminal.

Aeronaves da comitiva já estão no aeroporto de Maringá (Foto: Divulgação/ Aeroporto de Maringá)

Obras na região noroeste

Construída em tempo recorde e entregue dois anos antes do prazo previsto, a PCH Bela Vista está instalada no rio Chopim, entre os municípios de Verê e São João, no sudoeste do Paraná. Com investimentos de cerca de R$ 224 milhões, a hidrelétrica vai gerar energia para atender ao consumo de 100 mil pessoas.

A modernização e ampliação operacional do Aeroporto Regional de Maringá é a maior obra da aviação regional no país executada integralmente na gestão Bolsonaro. O terminal é um dos mais importantes do estado e as melhorias beneficiam região com mais de 1 milhão de habitantes. Para aprimorar seu funcionamento, foram investidos R$ 81,5 milhões: R$ 76,6 milhões recursos federais, do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), e R$ 4,9 milhões da prefeitura do município.