Política

Novo Regime Emergencial do Transporte é aprovado em primeiro turno, por 23 votos a 11, na CMC

A sessão plenária continua na Câmara de Curitiba, pois dez emendas ainda serão votadas pelo Legislativo

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Novo Regime Emergencial do Transporte é aprovado em primeiro turno, por 23 votos a 11, na CMC
(foto: CMC)

27 de setembro de 2021 - 20:06 - Atualizado em 27 de setembro de 2021 - 20:07

Os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovaram, em primeiro turno, por 23 votos a 11, o texto-base do Novo Regime Emergencial do Transporte Coletivo, nesta segunda feira (27). Foram mais de seis horas de debate em plenário até se chegar a esse resultado.

A discussão começou pela manhã, quando os vereadores questionaram o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, por quase três horas. À tarde, a discussão durou mais três horas de debate entre os parlamentares.

De iniciativa do Executivo, o texto-base é quase idêntico ao acatado pela CMC em 2020, ainda na legislatura passada, que vigeu até 30 de junho deste ano. O atual texto da prefeitura conta com duas mudanças: estende seus efeitos até 28 de fevereiro de 2022 e autoriza a demissão de trabalhadores do transporte sem justa causa.

O projeto vai para segunda votação nesta terça-feira (28).