Política

Morte de miliciano na Bahia abre crise interna no PT  

Morte de miliciano na Bahia abre crise interna no PT  

18 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 9 de junho de 2020 - 14:09

Tiro, porrada e bomba nas hostes petistas. O ex-deputado do PT Wadih Damous cobrou publicamente o governador da Bahia Rui Costa, também petista, por esclarecimentos sobre a morte do o ex-capitão do BOPE, Adriano da Nóbrega, morto em um confronto com a PM baiana.

Damous, defensor dos direitos humanos, pede que a morte de Adriano seja esclarecida pelo governo da Bahia, “a não ser que o governador admita não ter o controle de sua polícia”, disparou no Twitter. Ele ainda completou que o PT não pode sair manchado nessa história. “Foi queima de arquivo. Quem mandou queimar?”, pergunta o petista a seu correligionário.