Política

Pânico em Caiobá

Parte dos sócios de um tradicional clube náutico não viu com bons olhos a entrada de um novo membro que é especializado no combate à corrupção

Pânico em Caiobá
Praia Mansa, Matinhos, 04/01/2018 Foto: Maurilio Cheli

15 de outubro de 2021 - 18:11 - Atualizado em 15 de outubro de 2021 - 18:18

A notícia de que um investigador, com faro aguçado para descobrir esquemas de corrupção, estaria prestes a se associar a um clube náutico do litoral paranaense gerou pânico generalizado em um grupo de sócios. Ocorre que, parte deles, apareceu nas listas de suspeitos da Lava Jato. Alguns chegaram a dizer que permitir a incômoda presença do investigador em um ambiente cheio de potenciais alvos de escândalos de corrupção seria como soltar um bode na horta.