Política

Governo do PR volta atrás e ICMS do cigarro não sofrerá aumento

O recuo do governador Ratinho Junior garantirá que cerca de 28 mil produtores de fumo do estado sejam beneficiados

Governo do PR volta atrás e ICMS do cigarro não sofrerá aumento
Governo do PR volta atrás e ICMS do cigarro não sofrerá aumento (Foto: Reprodução/Pixabay)

14 de dezembro de 2021 - 18:02 - Atualizado em 14 de dezembro de 2021 - 18:27

Após pressão de entidades, o Governo do Paraná garantiu nesta terça-feira (14) que o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) do cigarro não sofrerá qualquer aumento no estado. A notícia, confirmada em entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan, veio depois de uma articulação do deputado Hussein Bakri, líder do Governo na Assembleia Legislativa, garantir que o governador Ratinho Junior e os secretários Guto Silva, da Casa Civil, e Renê Garcia, da Fazenda, retirassem essa medida do projeto que prevê um aumento no auxílio alimentação de policiais civis e militares.

Com a decisão, cerca de 28 mil produtores de fumo da região serão beneficiados. Além disso, sem o aumento do ICMS sobre este produto, será possível fortalecer a agricultura familiar, a manutenção de empregos e a renda de 131 municípios que produzem tabaco, principalmente nas regiões Sul e Centro-Sul do Paraná. Ainda espera-se que, com o recuo do governo, seja possível evitar a perda de mercado para o estado de Santa Catarina e o aumento do contrabando como uma maneira de burlar a carga tributária.

Sobre o projeto

O governador Ratinho Júnior pretendia instituir no Paraná um auxílio alimentação para policiais civis e militares. Para custear este benefício, o governador iria aumentar o ICMS dos cigarros e demais fumígenos. A ação parecia arriscada aos olhos de especialistas, já que este mercado movimenta quase R$ 1 bilhão e responde por mais de 30% da produção do país.

Policial, serviços, política, saúde, economia… Tem isso e tudo o que acontece no Paraná no RIC Mais. Clique aqui e mande sua sugestão de pauta.