Política

França alerta Irã para postura “falsa” em negociação nuclear

Reuters
Reuters
França alerta Irã para postura “falsa” em negociação nuclear
Bandeira do Irã em Viena

19 de novembro de 2021 - 10:33 - Atualizado em 19 de novembro de 2021 - 13:49

Por John Irish

PARIS (Reuters) – O ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian, alertou o Irã a não comparecer à próxima rodada de conversas sobre a reativação do acordo nuclear de 2015 com uma postura de negociação “falsa” nesta sexta-feira, um dia depois de seu país pedir ao conselho da agência atômica da Organização das Nações Unidas (ONU) que envie uma mensagem dura ao regime.

O governo iraniano havia reagido à França dizendo que a Agência Internacional da Energia Atômica (AIEA), que verifica se o Irã está cumprindo o pacto firmado em 2015 com potências mundiais que limita seu programa nuclear, precisa ser “livre de qualquer condução política”.

Os comunicados ressaltaram as tensões crescentes antes de Estados Unidos, Irã e outras potências mundiais retomarem as negociações indiretas para ressuscitar o acordo em 29 de novembro, cinco dias depois de uma reunião do Conselho de Governadores da AIEA.

Diplomatas ocidentais dizem que o tempo está acabando para reativar o pacto, que o então presidente norte-americano Donald Trump abandonou em 2018, revoltando o Irã e chocando Reino Unido, China, França, Alemanha e Rússia, as outras potências envolvidas.

Seis rodadas de conversas indiretas foram realizadas entre abril e junho. As negociações foram interrompidas depois da eleição do novo presidente iraniano, Ebrahim Raisi, que disse que seu país não recuará nas conversas.

A França alertou o Irã sobre o que diplomatas norte-americanos e europeus veem como exigências insensatas, como um apelo para que todas as sanções dos EUA e da União Europeia impostas desde 2017 sejam suspensas.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHAI0PA-BASEIMAGE