Política

Forças Armadas encomendam compra de 35 mil comprimidos de viagra

Os processos de compras foram feitos em 2020 e 2021

Eduardo
Eduardo Igor / Produtor Jr
Forças Armadas encomendam compra de 35 mil comprimidos de viagra
Foto: THINKSTOCK

11 de abril de 2022 - 12:54 - Atualizado em 14 de abril de 2022 - 12:39

A compra de mais de 35 mil unidades de viagra foi aprovada pelas Forças Armadas neste semana. A informação foi divulgada pela colunista Bela Megale, com base no Portal da Transparência e do Painel de Preços do Governo Federal.

Da compra total, 28.320 comprimidos irão para a Marinha. Outros 5 mil comprimidos para o Exército e outros 2 mil, para Aeronáutica. Os processos de compras foram feitos em 2020 e 2021.

Em resposta a jornalista, Marinha e a Aeronáutica disse que os medicamentos é para o tratamento de pacientes com Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP), já que é preciso aumentar os níveis de circulação sanguínea nos pulmões.

Em nota, o Exército disse os processos de licitação e compra de medicamentos seguem os preceitos legais previstos e as demandas do Sistema de Saúde do Exército, responsável por prover assistência médico hospitalar a militares e seus dependentes, totalizando mais de 700 mil pessoas. 

Já em relação as próteses penianas também aprovadas na compra o Centro de Comunicação Social do Exército esclarece que foram adquiridas apenas 3 (três) próteses penianas pelo Exército Brasileiro, em 2021, para cirurgias de usuários do Fundo de Saúde do Exército (FUSEx) e não 60 (sessenta), conforme foi divulgado por alguns veículos de imprensa.

A quantidade de 60 (sessenta) representa a estimativa constante na ata de registro de preços e não efetivamente o que foi empenhado, liquidado e pago pelas Organizações Militares de Saúde. Cabe destacar que os processos de licitação atenderam a todas as exigências legais vigentes, bem como às recomendações médicas. 

Ao fim do texto, afirma que é atribuição do Sistema de Saúde do Exército atender a pacientes do sexo masculino vítimas de diversos tipos de enfermidades que possam requerer a cirurgia para implantação da prótese citada.