Política

CUT confirma que contratou empresa para disparar mensagens pró-Lula

O secretário de comunicação da entidade, o paranaense Roni Barbosa. orientou membros a participarem da “brigada digital”

CUT confirma que contratou empresa para disparar mensagens pró-Lula
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

15 de junho de 2022 - 16:55 - Atualizado em 21 de junho de 2022 - 13:55

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) está utilizando grupos no WhatsApp para enviar mensagens de apoio à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A informação foi divulgada pelo Metrópoles, que divulgou vídeos do paranaense Roni Barbosa, secretário da comunicação CUT, orientando os membros da organização a respeito das “brigadas digitais”.

O pretexto usado pela CUT é o combate das fake news. Os dirigentes da entidade confirmaram que usam empresas para fazer disparos pelo aplicativo de mensagens.

No vídeo publicado em abril deste ano, Barbosa defende que a brigada digital é um “grupo de WhatsApp”. O paranaense pede para que os membros convençam os amigos a votar no petista nas eleições deste ano.

“Organiza os mais vermelhinhos dentro do grupo e lá vamos convencer toda a turma que este ano é Lula”,

diz Roni Barbosa em um dos vídeos.

Lembrando que em 2019, Jair Bolsonaro foi julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acusado de abuso de poder e uso indevido dos meios de comunicação na campanha que o elegeu em 2018.