Política

Cesar Silvestri vai contestar na Justiça sua pré-candidatura ao Senado pelo PSDB

Após um arranjo político em São Paulo, PSDB do Paraná acabou escolhendo apoiar a candidatura de Álvaro Dias (Podemos) ao Senado

Valeska
Valeska Macedo / estagiária com supervisão de Giselle Ulbrich
Cesar Silvestri vai contestar na Justiça sua pré-candidatura ao Senado pelo PSDB
Cesar Silvestri vai contestar na Justiça sua pré-candidatura ao Senado pelo PSDB. (Foto: Divulgação)

5 de agosto de 2022 - 20:53 - Atualizado em 5 de agosto de 2022 - 20:53

Confira tudo sobre as Eleições 2022

O ex-prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, anunciou nesta sexta-feira (5), em suas redes sociais, que irá contestar na Justiça a sua pré-candidatura ao Senado pelo Partido da Social Democracia do Brasil (PSDB). Há meses, Silvestri estava cotado como candidato a Senador pelo partido. Mas, a decisão foi alterada na última quarta-feira (3), quando houve um acordo entre o Podemos e o PSDB, em São Paulo (SP).

Em comunicado oficial, o ex-prefeito falou sobre a decisão do PSDB:

“Em respeito aos meus eleitores, a todos os meus apoiadores e pessoas que caminharam ao meu lado durante todo esse processo eleitoral, eu quero aqui anunciar que eu vou contestar na Justiça. Com o apoio da Federação do PSDB e do Cidadania do Paraná, a decisão tomada em âmbito nacional pela federação dos nossos partidos. Essa decisão tenta barrar a minha candidatura ao Senado da República aqui no nosso estado, atendendo a artimanhas e a conchavos políticos que não tem nada a ver com os interesses do Paraná. Baseado em trocas de apoios em outros estados, tentam limar a nossa participação no debate eleitoral simplesmente para se apropriar do nosso tempo de televisão. Essa é uma decisão arbitrária, antidemocrática, e acima de tudo, ela é ilegal, porque ela afronta os melhores princípios do direito eleitoral, da ética política e do bom debate. Eu quero afirmar aqui que eu acredito na Justiça Eleitoral do Paraná. Quero ver restabelecido o meu direito de disputar essa eleição para poder trazer a minha contribuição para esse debate. Da minha experiência política estadual, prefeito, da minha visão sobre o Paraná e da contribuição que eu entendo que o Senado da República deve dar a todos os paranaenses, aproximando o nosso povo das demandas nacionais, cuidando da nossa gente e, acima de tudo, contribuindo para a boa política, para a boa democracia. Nós daremos essa resposta no campo político, no campo jurídico. A altura da agressão que estamos sofrendo”

afirmou.

A decisão veio após uma ‘reconfiguração’ no cenário paulista: Nacionalmente, o PSDB irá federar com o Cidadania. O atual governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB) lidera as pesquisas na corrida para o governo da cidade e pediu apoio do Podemos, que concordou em dar o suporte desde que Álvaro Dias seja o candidato paranaense ao Senado.

O PSDB aceitou a condição, rompendo o acordo de anunciar Silvestri ao Congresso Nacional.

Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.
WhatsApp

Receba no seu celular tudo o que é mais importante
nas Eleições 2022.

Entre no grupoAo entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.