Política

Brasil e Paraguai falam de construção de terceira ponte ligando os dois países

Presidentes se encotraram no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (24) e falaram também sobre a Itaipu Binacional

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Agência Brasil
Brasil e Paraguai falam de construção de terceira ponte ligando os dois países
Os presidentes do Paraguai, Mario Abdo Benítez e da República do Brasil, Jair Bolsonaro, durante entrevista à imprensa no Palácio do Planalto. (Foto: Wilson Dias / Agência Brasil)

24 de novembro de 2021 - 19:13 - Atualizado em 24 de novembro de 2021 - 19:13

Jair Bolsonaro se reuniu com o presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez, nesta quarta-feira (24), para discutir, entre outros assuntos, a ligação via terrestre entre os dois países. Além de acertarem detalhes da conclusão da ponte que está sendo construída entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, eles conversaram a assinatura da ordem de serviço para construir uma terceria ponte de ligação entre os dois países sobre o Rio Paraguai, conectando as cidades de Porto Murtinho (MS) à Carmelo Peralta.

A ponte em construção, que está sendo financiada por uma parceria entre a empresa Itaipu Binacional e o governo do estado do Paraná, vai ligar Foz do Iguaçu à cidade paraguaia de Presidente Franco. Até que ela fique pronta, a única ponte existente entre os dois países é a Ponte da Amizade, que conecta Foz do Iguaçu à Cidade do Leste.

Anexo C

Outro tema discutido pelos dois presidentes diz respeito às negociações sobre o Anexo C do Tratado de Itaipu, que vencerá em 2023. O acordo assinado entre os países em 1973 foi o que viabilizou a construção de Itaipu, a maior hidrelétrica do mundo em produção de energia. A revisão dos termos daqui a dois anos ocorre porque os dois governos terão amortizado a dívida contraída para financiar a obra

A principal discussão, nesse caso, tem a ver com o destino dos recursos que vão sobrar após a quitação dos empréstimos, que pode ser de aproximadamente US$ 1 bilhão por ano em receita.

Tilápia

Bolsonaro também mencionou o avanço das negociações para liberar o uso do lago da Usina de Itaipu para a criação profissional de pescado, com foco em tilápia. O tema depende de um exame por parte do Parlamento paraguaio. “Caso isso se concretize, o Brasil crescerá em 40% na sua quantidade de pescado”, disse o brasileiro.