Política

Bolsonaro diz que governo não tem como pagar precatórios agora

A PEC dos Precatórios, no entanto, não foi nem mesmo aprovada ainda na Câmara dos Deputados

Reuters
Reuters
Bolsonaro diz que governo não tem como pagar precatórios agora
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto

27 de outubro de 2021 - 10:03 - Atualizado em 27 de outubro de 2021 - 11:27

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta quarta-feira que o governo não tem como pagar os precatórios previstos para 2022 e cobrou que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), coloque em pauta a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata do assunto quando ela chegar naquela Casa.

Em entrevista à recém-lançada emissora de TV Jovem Pan News, Bolsonaro afirmou que não vai haver rompimento do teto de gastos –apesar das mudanças feitas na PEC no cálculo do teto para abrir espaço fiscal, no que foi considerado um subterfúgio por economistas– mas que o governo precisa atender as pessoas que estão passando fome no país.

Bolsonaro disse ainda que tem dificuldades em passar projetos no Senado, mesmo depois de aprovados na Câmara, e que Pacheco é o “dono da pauta”.

A PEC dos Precatórios, no entanto, não foi nem mesmo aprovada ainda na Câmara dos Deputados. A previsão inicial do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), era de colocar em pauta na terça, mas a pressão da oposição dificultou as negociações. Lira prometeu a votação para esta quarta.

Para ser aprovada, a PEC precisa do voto de 308 deputados em duas votações.

Por Lisandra Paraguassu