Política

Boca Aberta tem mandato cassado após Câmara acolher decisão do TSE

A medida do TSE foi tomada em agosto, com o objetivo de impedir que o deputado termine o mandato; após a decisão, a matéria precisa ser publicada no Diário Oficial para passar a valer

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do R7
Boca Aberta tem mandato cassado após Câmara acolher decisão do TSE
Foto: Divulgação/PROS

16 de setembro de 2021 - 16:45 - Atualizado em 16 de setembro de 2021 - 16:46

O deputado federal Emerson Petriv (PROS-PR), conhecido como Boca Aberta, teve seu mandato cassado pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (16). A confirmação veio após a Câmara acolher a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tomada no dia 24 de agosto.

O relator do processo é o deputado Alexandre Leite (DEM-SP). Em reunião com o Conselho de Ética da Câmara, realizada nesta quarta-feira (15), ele foi alvo de ataques verbais proferidos pelo Boca Aberta.  Em entrevista ao Portal R7, Leite disse que ainda havia pedido para que Boca Aberta tivesse seu broche parlamentar recolhido.

“Eu queria solicitar o recolhimento do boton do deputado por ele ter tido o diploma cassado. Ontem eu saí com a escolta da Câmara e não é possível que esse cidadão tem acesso às dependências que o boton parlamentar lhe confere.”

comenta Alexandre Leite.

Entre os fatores que contribuíram para a decisão está a cassação do mandato de Boca Aberta como vereador da Câmara de Londrina em 2017. Mesmo com a medida, o deputado conseguiu concorrer às eleições de 2018 com uma liminar provisória, derrubada após a eleição.

Depois de ser referendada pela Câmara, a medida ainda precisa ser publicada no Diário Oficial para começar a valer.