Política

Alep vota projeto que cobra de agressores custo do tratamento de animais maltratados

Projeto prevê que o agressor deverá ressarcir a Administração Pública Estadual, as Associações e Organizações de todas as despesas de assistência veterinária

Isadora
Isadora Deip / Estagiária com informações da Alep e supervisão de Daniela Borsuk
Alep vota projeto que cobra de agressores custo do tratamento de animais maltratados
(Foto: Pixabay)

20 de maio de 2022 - 15:57 - Atualizado em 20 de maio de 2022 - 15:57

Os deputados da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) votam, na sessão plenária de segunda-feira (23), a redação final da proposta que determina que, nos crimes de maus-tratos a animais, as despesas de assistência veterinária serão de responsabilidade do agressor.

O projeto de lei é assinado pelo deputado Paulo Litro (PSD) e prevê que o agressor deverá ressarcir a Administração Pública Estadual, as Associações e Organizações de todos os custos relativos aos serviços de saúde veterinária prestados para o total tratamento do animal.

“Buscamos com esse projeto contribuir para o fortalecimento dos trabalhos promovidos pelas entidades protetoras dos animais no Estado, bem como ampliar as ações de conscientização e mudança de comportamento dos agressores”,

explica Paulo Litro.
Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.