Notícias

Yellen descarta riscos de inflação por pacote de infraestrutura de Biden

Reuters
Reuters

2 de maio de 2021 - 14:47 - Atualizado em 2 de maio de 2021 - 14:47

WASHNGTON (Reuters) – A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, descartou no domingo preocupações de que os planos do presidente Joe Biden para infraestrutura, empregos e famílias possam causar inflação no país, dizendo que os gastos serão gradativos ao longo de uma década.

“Está espalhado de maneira bastante uniforme ao longo de oito a dez anos”, disse Yellen, ex-presidente do Federal Reserve, em uma entrevista ao programa “Meet the Press” da NBC.

A secretária disse ainda que o Federal Reserve monitorará a inflação cuidadosamente e possui as ferramentas para lidar com isso, se necessário.

“Não acredito que a inflação seja um problema, mas se tornar um problema, temos ferramentas para lidar com isso. São investimentos históricos de que precisamos para tornar nossa economia produtiva e justa”, afirmou.

Os planos de Biden serão financiados por uma série de aumentos de impostos sobre os americanos mais ricos, menos de 1% da população, e pelo aumento de impostos corporativos. Alguns democratas expressaram preocupação de que os aumentos de impostos poderiam reduzir o crescimento econômico do país.

Yellen não quis comentar se Biden aceitaria um projeto do Congresso que não inclua uma forma de pagar pelos aumentos de gastos em seus planos.

“Ele deixou claro que acredita que o aumento permanente nos gastos deve ser pago e eu concordo”, disse ela.

(Reportagem de Doina Chiacu e David Lawder)