Notícias

Vulcão no Congo deixa destroços, mas cidade grande é poupada

Reuters
Reuters

23 de maio de 2021 - 13:07 - Atualizado em 23 de maio de 2021 - 13:07

Por Djafar Al Katanty e Olivia Acland

GOMA (Reuters) – Um rastro de lava de uma erupção vulcânica cobriu centenas de casas no leste do Congo neste domingo, deixando os moradores catando os destroços em busca de pertences e entes queridos, embora o fluxo tenha parado pouco antes da cidade de Goma.

Goma entrou em pânico na noite de sábado quando o Monte Nyiragongo, um dos vulcões mais ativos e perigosos do mundo, entrou em erupção, tornando o céu um vermelho assustador e enviando uma parede de lava laranja colina abaixo em direção à cidade de cerca de 2 milhões de pessoas que fica à beira de um lago.

Não ficou claro de imediato quantas pessoas morreram ou quão extensos foram os danos materiais.

Assombrados pelas memórias de uma erupção em 2002 que matou 250 pessoas e deixou 120 mil desabrigados, os moradores fugiram a pé com seus pertences, alguns em direção à fronteira com Ruanda.

A Federação Internacional da Cruz Vermelha disse que entre 3.000 e 5.000 fugiram para Ruanda no sábado, muitos deles camponeses e fazendeiros com gado. As autoridades locais disseram que cinco pessoas morreram em um acidente de trânsito na correria para escapar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.