Notícias

Volume de acessos causa instabilidade em portais da Justiça Eleitoral

Eleitores deixaram para última hora a regularização do título, prazo que encerra na quarta-feira (04)

Reuters
Reuters
Volume de acessos causa instabilidade em portais da Justiça Eleitoral
Urnas eletrônicas são preparadas em Curitiba para as eleições de 2018

2 de maio de 2022 - 18:46 - Atualizado em 2 de maio de 2022 - 20:16

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) – Portais e sistemas da Justiça Eleitoral enfrentaram instabilidade nesta segunda-feira (02) devido ao grande volume de acessos a dois dias do fim do prazo para a regularização do título de eleitor, informou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em sua página de notícias.

O prazo para emissão, regularização ou transferência do título encerra-se na quarta-feira (04) e muitos dos que ainda não haviam acertado sua situação junto à Justiça Eleitoral integram a parcela da população de faixa etária mais jovem. Dentro desse grupo, segundo pesquisas, prevalece uma maioria mais favorável ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa pelo Palácio do Planalto.

Pesquisa Datafolha divulgada no final de março aponta que entre os jovens de 15 a 24 anos, 51% dos preferem Lula. Dentro dessa faixa etária 22% apoiam Bolsonaro.

Pela lei, o voto é obrigatório a partir dos 18 anos, e opcional para jovens com 16 ou 17 anos. Eles precisam, no entanto, ter o título de eleitor regular.

A mobilização para que jovens tirassem seus títulos envolveu até mesmo figuras públicas internacionais, caso do ator e ativista ambiental Leonardo DiCaprio, que em postagem no Twitter, na última semana, chamou atenção, principalmente dos jovens, para o prazo final de regularização do título eleitoral, alertando para a importância da preservação da Amazônia para o clima mundial.

A publicação motivou uma resposta, no dia seguinte, do presidente Jair Bolsonaro, em que afirma que brasileiros irão decidir nas eleições de outubro se optam pela soberania nacional em relação à Amazônia ou se irão ceder a “bandidos” que estariam a serviço de interesses internacionais.

Segundo o TSE, apenas nesta segunda-feira, até às 17h, foram realizados 431 mil atendimentos. Ainda de acordo com a corte, as áreas técnicas responsáveis trabalham para restabelecer as páginas e os sistemas.

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI410RY-BASEIMAGE