Notícias

Identificadas as vítimas do duplo homicídio na BR-277, em Curitiba

Polícia Civil desconfia de acerto de contas como motivação

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações do repórter Nader Khalil da RIC Record TV, Curitiba
Identificadas as vítimas do duplo homicídio na BR-277, em Curitiba
(FOTO: DIOGO CORDEIRO/ RIC RECORD TV)

7 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:52

O duplo homicídio que aconteceu na tarde desta quinta-feira (6) segue sendo investigado pela Polícia Civil, porém as vítimas foram identificadas. Um casal foi encontrado morto, com marcas de perfuração por arma de fogo, dentro de um carro Hyundai HB20, no acostamento da BR-277, em Curitiba. O automóvel estava parado com os vidros fechados e o motor ligado, a suspeita é que o crime tenha sido realizado no início da tarde.

A Polícia Militar (PM) atendeu a ocorrência e chegou ao local apenas no final da tarde. Testemunhas revelaram que viram duas pessoas saindo do carro e indo a pé em direção a Curitiba. 

“As portas da frente estavam trancadas, as portas de trás abertas. Nós temos já informações de que dois autores saíram do veículo e seguiram na BR-277 sentido Curitiba, caminhando. Acreditamos que seja um acerto de contas”, contou o delegado Tito Barichello.

Casal morto na BR-277 é identificado

As vítimas encontradas no interior do veículo foram identificadas. De acordo com a família da mulher assassinada, ela mantinha um relacionamento com o homem que também estava morto dentro do carro. O casal foi identificado como:

  • Maria Sueli de Sousa Santos, 50 anos
  • Eugênio da Silva, 40 anos

Segundo o delegado, ambas as vítimas já tinham passagens pela polícia. O casal já esteve envolvido em um furto qualificado, de aproximadamente 600 kg de placas de celulares, e o homem também já foi autuado por porte ilegal de arma.

As vítimas foram assassinadas com disparos de arma de fogo, pelo menos três tiros foram deflagrados dentro do automóvel. “No banco de trás do veículo foram encontrados três estojos de pistolas calibre 380. A vítima do sexo masculino tem uma perfuração de arma de fogo, na região do pescoço, e a vítima feminina tem duas perfurações”, declarou Tito Barichello.

Confira mais informações:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.