Saúde

Vírus mortal transmitido por morcegos volta a ser detectado na África

O vírus tem sintomas semelhantes ao ebola e pode causar febre hemorrágica

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da CNN
Vírus mortal transmitido por morcegos volta a ser detectado na África
(Foto: Reprodução/Health News)

10 de agosto de 2021 - 16:06 - Atualizado em 10 de agosto de 2021 - 16:06

A primeira morte causada pelo vírus de Marburg foi confirmada pela República da Guiné, na África Ocidental, nesta segunda-feira (9). O vírus é raro, infeccioso e provoca febre e fraqueza que frequentemente levam ao sangramento interno ou externo, falência de órgãos e morte, sendo comparado aos efeitos do vírus Ebola.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o vírus é transmitido por meio de morcegos frugívoros (que se alimentam de frutas) e pode ser transmitido entre humanos por meio de contato com fluídos corporais de pessoas infectadas ou com objetos contaminados. O tratamento contra o vírus não conta com vacinas ou antivirais, apenas métodos específicos que buscam aumentar a chance de vida dos pacientes.

“Gueckedou, onde Marburg foi confirmado, é também a mesma região onde ocorreram casos do surto de Ebola em 2021 na Guiné, bem como onde foram detectados inicialmente o surto de 2014 a 2016 na África Ocidental. Amostras retiradas de um paciente já falecido e testadas em um laboratório de campo em Gueckedou, bem como pelo laboratório nacional de febre hemorrágica da Guiné, deram positivo para o vírus de Marburg. Uma análise posterior do Institut Pasteur no Senegal confirmou o resultado”, informou a OMS.

Uma campanha pública para ajudar a conter a propagação da doença já foi lançada pelas autoridades. De acordo com a CNN, os surtos do vírus são restritos a determinadas regiões e não têm potencial de se espalhar rapidamente.