Notícias

Vídeo de passageiro arrastado por corredor de avião desmoraliza companhia

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

12 de abril de 2017 - 00:00 - Atualizado em 12 de abril de 2017 - 00:00

O passageiro protestou que era médico e precisa trabalhar naquela manhã (Foto: YouTube, reprodução)

Para liberar assentos, United Airlines pediu que quatro passageiros saíssem; um deles se recusou e foi tirado à força

A companhia aérea norte-americana United Airlines tomou as mídias sociais esta semana com um vídeo desastroso: nele, um passageiro aparece sendo arrastado pelas mãos para ser retirado de um voo lotado.

O avião estava saindo de Chicago para Louisville. A United solicitou a voluntários que deixassem o avião para acomodar uma tripulação extra. Um casal saiu a contragosto e outro passageiro concordou em sair. A companhia queria liberar quatro assentos, no entanto, então simplesmente decidiu escolher um passageiro aleatoriamente e retirá-lo à força.

O homem protestou que era médico e que precisava ver seus pacientes ainda naquela manhã, portanto não iria sair. Em seguida, um funcionário da segurança, observado por policiais, simplesmente o arrancou violentamente do assento e o arrastou pelo corredor da aeronave. 

De alguma forma, o médico consegue retornar caminhando pelo corredor. Ele fica repetindo “eu preciso ir para casa”, e seu rosto tem um pouco de sangue. Após novo confronto, ele foi retirado do avião em uma maca.

Em um pronunciamento oficial, o diretor-executivo da United, Oscar Munoz, disse ter se tratado de um “evento perturbador”. O funcionário que arrastou o passageiro foi afastado.

Recentemente, no dia 26 de março, um domingo, a United se viu envolvida em outra polêmica por ter proibido o embarque de duas passageiras que usavam leggings.

Assista ao vídeo do passageiro sendo arrastado.

Leia também
Casal discute, ofende tripulação e força voo a fazer escala em Brasília