Internacionais

Venezuela pede que Brasil entregue cinco militares detidos na fronteira

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

28 de dezembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 28 de dezembro de 2019 - 00:00

A Venezuela pediu ao Brasil que entregue ao país os cinco militares venezuelanos que foram interceptados em Roraima. Em comunicado divulgado neste sábado, 28, pelo ministro das Relações Exteriores do país, Jorge Arreaza, o governo da Venezuela disse que já iniciou os “trâmites diplomáticos necessários com a finalidade de solicitar e facilitar a entrega deste grupo de cidadãos.”

Os cinco militares foram encontrados pelo Exército brasileiro na terra indígena de São Marcos, ao nordeste do Estado, na última quinta-feira, 26. Eles estavam desarmados e foram conduzidos à capital Boa Vista.

No comunicado, o governo da Venezuela “saúda a oportuna ação das Forças de Segurança do Brasil” e acusa o grupo de ter participado de um assalto armado ao 513º Batalhão de Infantaria de Selva Mariano Montilla, no dia 22 de dezembro, quando foram roubados 120 fuzis de assalto e nove lança-foguetes. Na ação, um cabo da Guarda Nacional do país morreu.

O governo da Venezuela afirma que não ampararia ataques contra unidades militares brasileiras e que espera contar com a colaboração do governo do Brasil, “como resultado da cooperação que deve imperar entre Estados na luta contra o terrorismo e as ameaças à paz social.”

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.