Notícias

Venda da Compagas deve acontecer no primeiro semestre de 2021

A Compagas, distribuidora de gás canalizado do Paraná controlada pela Copel, deve ser privatizada no primeiro semestre de 2021.

Gabriel
Gabriel Azevedo com informações do Valor Econômico
Venda da Compagas deve acontecer no primeiro semestre de 2021
(Foto: Divulgação/AEN)

29 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 29 de fevereiro de 2020 - 00:00

A Compagas, distribuidora de gás canalizado do Paraná controlada pela Copel, deve ser privatizada no primeiro semestre de 2021. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, nesta sexta-feira (28), o presidente da concessionária, Rafael Lamastra Jr, disse que 2020 será um ano para ‘arrumar a casa’.

Uma das possibilidades, disse o executivo ao jornal, é que o controle da empresa seja negociado na bolsa de valores.

No entanto, antes da venda, a Compagas precisa renegociar o contrato de fornecimento de gás com a Petrobras e a definir sobre a renovação da concessão com o governo paranaense.

Outra prioridade será buscar um mercado para o gás que deixará de ser consumido pela fábrica de fertilizantes da Petrobras de Araucária, um dos principais clientes da empresa, responsável por quase um terço do volume movimento pela Compagas.

Além disso, a concessionária espera resolver, também com a petroleira, um passivo judicial envolvendo a refinaria Repar.

A privatização também depende autorização da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.