Esportes

Vem comigo de bike: Primeiro episódio leva você a conhecer a cachoeira de Ângulo

Toda sexta-feira de agosto, o Balanço Geral Maringá exibirá uma reportagem especial com grupos de ciclistas da região 

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações RIC Record TV Maringá
Vem comigo de bike: Primeiro episódio leva você a conhecer a cachoeira de  Ângulo
(Foto: Reprodução | RIC Record TV)

7 de agosto de 2021 - 08:00 - Atualizado em 16 de março de 2022 - 13:34

A RIC Record TV Maringá exibirá, toda sexta-feira de agosto, uma reportagem especial sobre grupos da região. É a série “Vem comigo de bike”, do Balanço Geral Maringá. O objetivo é conhecer histórias de superação e belas paisagens. A primeira delas é a cachoeira de Ângulo

O repórter Evandro Mandadori, da RIC Record TV Maringá, abandonou o paletó e o microfone e se vestiu de ciclista para acompanhar o trajeto do grupo “Pedais da liberdade” em direção à cachoeira. O time de ciclistas formado em 2012 é composto por 17 mulheres. O ponto de partida é a Catedral de Maringá

(Foto: Reprodução | RIC Record TV)

O trajeto até a cachoeira é de 50 quilômetros, ida e volta, durando aproximadamente 4 horas de bicicleta. O Roberto Santos é o diretor do grupo e vai percorrer o percurso para dar suporte. “Além de pedalar, nosso papel é coordenar os pedais de segunda, quarta e aos sábados”, explica. 

A cada parada, a equipe de reportagem tem a oportunidade de conhecer uma história. A Adriana Campos é enfermeira e trabalha na linha de frente da pandemia. É pedalando que os maus pensamentos e o estresse da rotina não a incomodam. “A bicicleta ajuda principalmente as pessoas que não tem condições de pagar por uma terapia. Na luta do dia-dia, vemos muita coisa ruim. É só a bike mesmo para ajudar”, desabafa.

A cachoeira de Ângulo, ou, cachoeira dos Bozeli, fica em uma propriedade privada, mas é aberta a todos os visitantes. Por causa do alto número de pessoas que frequentam o local, a prefeitura pretende assumir e melhorar os acessos. 

Para quem se interessar em conhecer a cachoeira, o acesso é no fim da Avenida Kakogawa, passando pela comunidade do Guerra e a ponte do Rio Pirapó. No caminho tem dois pontos para comprar água e a venda do Guerra, onde tem as coxinhas e a barraca da honestidade.